08 julho 2015

Resenha Estrangeira: Trilogia Crash



Título: Crash (LIVRO 1) - Clash (LIVRO 2) - Crush (LIVRO 3)
Título Original: Crash (LIVRO 1) - Clash (LIVRO 2) - Crush (LIVRO 3)
Autora: Nicole Williams
Editora: Kindle
Nº de páginas: 215 (LIVRO 1) - 271 (LIVRO 2) - 389 (LIVRO 3)
 4/5

O primeiro livro da trilogia, Crash, conta a estória de Lucy. Ela é uma bailarina muito talentosa e vai terminar seu último ano em um escola pública e logo depois irá ingressar na escola de artes, Julliard, para seguir com seu sonho. Em um dia na praia, Lucy conhece Jude, um garoto atraente e totalmente sem vergonha, que dá em cima dele descaradamente. Os dois só não sabiam que seus destinos já estavam cruzados.
Lucy reencontra Jude no primeiro dia de aula e entre os dois começa a surgir uma amizade, espalhando logo os boatos, pois que Jude não tem um boa fama, já que ele acabou de sair do reformatório.
Eles são duas pessoas completamente opostas, ela é a garota inteligência, certinha, centrada e obediente e ele é o garoto problemático, com uma ficha enorme na polícia por conta de envolvimento com drogas. Mesmo assim, os sentimentos que ambos nutrem cresci até se tornar uma paixão e então os dois começam a se envolver de verdade.
Ligados pela perda, um se encontra no outro, mas o destino gosta de ser traiçoeiro. Lucy e Jude são conectados por um acontecimento do passado que mudou radicalmente a vida de ambos e ao descobrirem isso, ambos têm que aprender a viver com as surpresas.

No primeiro livro é como se fosse a "introdução" do casal. No segundo, Clash, Lucy está na Julliard estudando balé e Jude se tornou um famoso jogador de baseball na faculdade e ambos precisam aprender a viver longe do outro e não deixar que os problemas abalem a relação dos dois. No terceiro livro, Crush, é praticamente a mesma coisa, só que dessa vez, Jude está muito mais reconhecido, já que ele se tornou um famoso jogador profissional e Lucy ainda está na Julliard vivendo seu sonho. Muitos desafios são colocados no caminho dos dois e é uma luta imensa para ambos tentar resolver e não deixar que isso abale o amor que um sente pelo outro.

Pra quem é fã dos The Beatles, já puderam perceber que o nome dos personagens são homenagens a músicas da banda britânica. Os pais dos dois são apaixonados pleo The Beatles.

Eu gostei muito do primeiro livro. É aquele clichê do bad boy e da garota certinha e no início podemos até achar repetitivo, mas depois outras coisas vão acontecendo tornando a estória muito boa. Achei o segundo e o terceiro livro repetitivos. Nunca vi casal pra sofrer tanto. Parece que eles não nasceram para ficar juntos de tantos problemas que aparecem, mas no fim "tudo fica bem". Não gostei do final, achei que a autora não soube finalizar e os livros foram decaindo. O primeiro foi muito bom, depois o segundo não tão bom e o terceiro, regular.

SPOILER: O pai dele matou o irmão dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário