28 de fev de 2016

Dia de Nacional: A missão agora é amar


Título: A missão agora é amar
Autora: Cristina Melo
Editora: Chiado
Nº de páginas: 574
Skoob
 3/5

VOCÊ TEM UMA NOVA MISSÃO!
OBJETIVO- entregar todos os seus sentidos e deixar levar por este romance apaixonante e avassalador.
ALVO- seu coração
MISSÃO- agora é amar
Aquela história de que os opostos se atraem se enquadra nesse romance.E mais, tem uma pitada de ironia do destino com traumas fortes do passado.
Lívia é uma mulher linda de personalidade forte que tem seus ideais e também seus traumas.Depois de tudo o que passou achava que agora estava com a vida perfeita e tudo estava em seu lugar, até que um dia tudo muda.Em uma operação policial, ela é atingida por um olhar fatal que penetra sua alma e desvenda todas as suas fraquezas e o medo que ela achava estar superado volta com força total.
Será que ela conseguirá não quebrar o único juramento que fez na vida?
Gustavo Torres é capitão do Bope(CAVEIRA).Um homem sem medos,focado no trabalho e que não se abala com qualquer coisa.Carrega uma responsabilidade de proteger e cumprir com a lei.Mas sempre andando na contra mão da felicidade, ele é conhecido por ter o controle e nunca desviar seu foco e objetivo.Até que um anjo cruza seu caminho e o transforma totalmente,quebrantando seu coração,fazendo-o liberar todo o seu amor, lhe dando uma nova missão que ele vai tentar cumprir a todo custo, pois missão dada é missão cumprida.
Uma deliciosa história de amor, medo e rendição se inicia...

Lívia é uma universitária e professora de dança que perdeu seu amado pai muito cedo. Por conta de ser um policial civil, foi morto na porta de casa por bandidos e Lívia jurou que nunca iria passar pelo sofrimento que sua mãe passou com a perda do marido amado. Três anos depois ela está noiva de um advogado sério, um homem perfeito, um verdadeiro príncipe encantado. Mas Lívia sofre a maior desilusão da sua vida quando descobre que seu noivo “perfeito” a estava traindo. E em uma escapada para esquecer a traição Lívia acaba conhecendo Capitão Torres.

Gustavo Torres é Capitão da Bope por amor. Ele se tornou um policial ainda novo e mesmo depois de ter aberto uma empresa, ele ainda trabalha no que ama. Durante uma operação para encontrar o homem responsável pela morte do seu parceiro, ele acaba confundindo um civil com um bandido e conhece Lívia. Uma mulher de língua afiada e que não deixa se abala por sua arrogância. Um encontro explosivo que vai fazer os dois não esquecerem mais um do outro.

Querendo se desculpar pela forma estúpida que a tratou, Gustavo vai atrás de Lívia e tudo se facilita quando seu melhor amigo, Michel, começa a namorar com a melhor amiga dela, Bia. Mesmo Lívia se desviando e o evitando, Gustavo está disposto a lutar por ele, nem que para isso tenha que enfrentar junto com ela, seus maiores medos.

O livro tem uma ideia muito boa e original, mas é mal arrumado. Começando pelos personagens. Imaturos, infantis, ciumentos e chatos. Lívia é uma mulher que aparenta ter uma “personalidade forte”, mas na verdade é fraca e perdoa tudo por causa de sexo. Gustavo é um exemplo de homem perfeito, mas tão ciumento que chega ser insuportável. A autora o colocou tão perfeito e disposto a tudo pela mocinha e o transformou em um bocó e o deixou bem irreal. Ele faz tudo por Lívia, para mostrá-la que os dois podem aprender a ter um relacionamento, mas não sei se o que eles têm pode ser chamado de relacionamento. Ele é controlador e sempre que faz algo estúpido e eles “brigam”, começam a dar uns beijinhos, transam e tudo fica bem. Briga esquecida. Os personagens, todos, são fracos.

O livro tem vários erros de pontuação, o que é incômodo para ler. Tem algumas expressões e alguns outros erros que, com certeza, não deveriam estar em um livro publicado.
O enredo é pobre, cheio de situações previsíveis e clichês. Não tem clímax, não tem uma construção de um suspense ou nada. Algumas cenas tentam salvar o livro, mas ele é bem pobre em sua maioria. É fantasioso demais.

A narrativa é rápida e temos a narração de vários personagens, então isso ajudou um pouco. Mesmo o enredo sendo fraco e pouco envolvente, é uma leitura rápida e não é cansativo, então isso é um ponto positivo.

Mesmo eu gostando de clichês, acho que esse foi demais. Não tem nenhuma novidade, não tem surpresa. Você já sabe o que vai acontecer antes de acontecer, porque você já viu isso em outro livro. Enfim, é uma leitura rápida e recomendo para quem gosta do gênero, mas para quem quer começar nessa categoria, não é uma boa aposta.


SPOILER: Ele sai da Bope por ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário