21 maio 2016

Resenha: Minha vida mora ao lado


Título: Minha vida mora ao lado
Título Original: My life next door
Autora: Huntley Fitzpatrick
Editora: Valentina
Nº de páginas: 320
 Skoob
 4/5


“Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.”

Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e...
Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.

Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?
Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?

Samantha Reed é a filha perfeita. Loira, boas notas, obediente, não sai para festas, não passa por cima da palavra de sua mãe, mas Samantha tem um segredo. Desde muito nova ela observa seus vizinhos, os Garrett. Uma família barulhenta de oito filhos que sua mãe a tentou fazer odiar. Os Garrett são tudo que os Reed não são. Unidos, simpáticos e felizes. Desde que seu pai foi embora, quando ele ainda era um bebê, a mãe de Samantha se tornou uma mulher amarga e dura. E tudo piorou quando ela começou a se envolver com política, agora ela está concorrendo ao cargo de deputada e mais do que nunca Samantha tem que manter sua fachada de filha perfeita, até que ela conhece Jase Garrett. Jase é cheio de humor, apaixonado por bichos, carros e é o filho que toma conta da casa. E é claro que Samantha se apaixona por ele e os dois começam a namorar escondidos, já que sua mãe nunca aprovaria o relacionamento. Mas algo acontece, um segredo que vai fazer Samantha provar onde está a sua lealdade. Na família ou no amor?

Minha vida mora ao lado é um livro com uma linda capa, um enredo intrigante, personagens diferentes e muitas expectativas. Na verdade, eu não sabia o que esperar desse livro. A sinopse fala pouco do que realmente o livro é.

Samantha é uma garota que sempre seguiu tudo que sua mãe a ensinou, mas quando conhece Jase, sua vida começa a mudar. Com sua amizade, seu amor, seu jeito e sua família, Samantha vai começando a sair das asas da sua mãe e ter pensamentos próprios. Jase é um garoto cheio de personalidade, forte e a pessoa perfeita para apoiar e ajudar Samantha. É tudo que ela não é e, assim, os dois formam um belo casal. O livro é cheio de personagens singulares e cada um com sua própria história, cada um dos irmãos de Jase, seus pais, a melhor amiga de Samantha, Nan, o irmão dela, Tim e vários outros.

O livro é narrado por Samantha e através dela vemos o romance começar e desenrolar, o que é muito gostoso de acompanhar. Ela narra como vai amadurecendo e na narrativa percebemos sua própria personalidade, de maneira simples.

Criei uma certa expectativa por causa desse “segredo” que surgiria no livro e não achei que ele foi desenvolvido bem. Achei uma coisa muito rápida e diferente do perfil do livro. Acho que tirou um pouco da qualidade do livro.

Um livro que fala sobre vários temas adolescentes como amizade, primeiro amor, sexo, relacionamento com a família, caráter, primeiro encontro, primeiro beijo, traições e muitos outros. É abordado de maneira bem perspicaz e interessante, não só fazendo a trama girar em torno dos personagens principais, mas em torno dos secundários também.


O final é um pouco frustrante e subjetivo, mas que combinou com a proposta do livro. Ele é rápido, divertido, romântico, doce e envolvente. Recomendo para todos.


SPOILER: A mãe dele atropela e quase mata o pai dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário