29 de jul de 2016

Resenha: Talvez um dia


Título: Talvez um dia (Maybe #1)
Título Original: Maybe Someday 
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera
Nº de páginas: 368
  5/5



Talvez um dia conta a estória de Sydney, uma garota que estuda música e mora com a melhor amiga, Tori. Mas depois de descobrir que seu namorado, Hunter e sua melhor amiga estão tendo um caso, Sydney, sem opções, se muda para o outro lado da rua, para o apartamento de Ridge, seu vizinho lindo e talentoso por quem ela se sentia atraída e que conheceu há poucos dias quando o ajudou com a letra de uma das suas músicas.

Ridge e Sydney começam a desenvolver uma amizade ligada pela paixão de ambos pela música e a capacidade de ambos se entenderem, o que vai além das palavras, já que Ridge é surdo. A amizade logo vira um outro sentimento, mas Sydney vê sua história se repetindo quando descobre que Ridge tem uma namorada, só que agora ela está do outro lado.

Os dois, ainda ligados, continuam com a amizade, tentando deixar os sentimentos de lado, principalmente porque Maggie, a namorada de Ridge precisa dele de uma forma vital e Sydney é altruísta demais para fazer outra pessoa passar pela dor que ela passou quando foi traída. Mas as vezes é impossível ignorar o coração.


Sabe quando você ler um livro tão bom que não consegue ler mais nenhum achando que nada vai superá-lo? Foi o que eu senti depois de ler Talvez um dia. Achei que Colleen Hoover tivesse mostrado seu talento na série Métrica e em Um caso perdido, mas depois de ler esse livro, vi que ela que é uma escritora mais fabulosa do que eu achei que fosse.

Vamos começar a resenha falando da personagem principal, Sydney. Para mim, descrever uma personagem principal sozinha nunca é bom, porque eu nunca gosto de uma personagem principal, elas são sempre muito dependentes, por isso sempre as descrevo junto com seus pares, porém, Sydney é uma personagem única. Ela é uma personagem que faz você se apaixonar e se encantar por cada uma de suas ações. Leal, honesta, verdadeira, doce, talentosa, altruísta, corajosa e tem um ótimo soco. E isso só é completado por Rigde. Na verdade, é impossível descrever Ridge. Ele é extremamente honesto e verdadeiro, é dedicado, é apaixonado por tudo que faz, é talentoso e nunca deixou sua incapacidade de ouvir deixá-lo verdadeiramente incapaz. Pelo contrário, ele apenas usou isso para perseverar ainda mais.

Agora imagine, eles já são perfeitos separados, juntos formam o capaz mais apaixonante que se pode imaginar. A relação deles começa puramente pela ligação que eles tem com a música e como Ridge a ajudou no momento que ela mais precisava. Eles constroem uma amizade linda e verdadeira que é impossível não se transformar em amor. Mesmo depois dela descobrir que ele tem uma namorada. É impossível lermos o livros e culpamos ele ou ela pela "traição". Os dois lutam muito contra esses sentimentos e, pela forma que é escrito, é impossível não sofrermos junto com o casal. Vai nos fazer repensar algumas ações e o que realmente vale a pena em nossa vida.

Além dos personagens principais, temos os secundários que também são únicos e maravilhosos. Temos os outros dois novos colegas de apartamento de Sydney, Brigitte e Warren, um casal que mais se odeia do que se ama, a namorada de Ridge, Maggie, que é impossível não amar, super divertida, legal, simpática, corajosa e valente.

Colleen nos faz experimentar cada dor, cada choro, cada riso, cada dor, tudo que os personagens sentem. Sua escrita é envolvente e apaixonante. Cada detalhe, tudo. Cada capítulo é narrado por um deles, então temos as duas visões da estória. A maneira como ela não quer ferir outra pessoa como ela foi ferida e a maneira como o coração dele está dividido.
Outra coisa maravilhosa sobre esse livro é que as músicas do livro realmente existem. A autora fez uma parceria com o cantor Griffin Peterson e todas as músicas que Ridge e Sydney escrevem juntos, podem ser ouvidas no site da autora e, para adiantar, elas são maravilhosas e viciantes.

Enfim, como já escrevi várias vezes antes, é muito difícil para mim fazer uma resenha de um livro que eu gosto muito, por isso, vou falar por aqui, mas deixo minha recomendação para todos que estão procurando AQUELE livro. Vale muito a pena.



SPOILER: Ele escolhe Sydney no final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário